terça-feira, 19 de março de 2013

O individuo, sua historia e a sociedade.


1ºano.

O individuo, sua historia e a sociedade.


                 O individuo nunca teve tanta importância nas sociedades como nos dias de hoje. Entre os povos antigos, pouco valor se dava a pessoa única, a importância do indivíduo estava inserida no grupo que pertencia, apesar das diferenças naturais entre os indivíduos, não havia sequer hipótese de pensar em alguém desvinculado do seu grupo.
                A ideia de individuo começou a ganhar força no século XVI, com a reforma protestante, que definia o homem um ser criado à imagem e semelhança de Deus, isso significava que o ser humano, individualmente, passava a ter “poder”.
                No século XVIII, com o desenvolvimento do capitalismo e pensamento liberal, a ideia de individuo e individualismo firmou-se definitivamente, pois se colocava a felicidade humana no centro das atenções.
   

                               Nossas escolhas, seus limites e repercussões.

                     Quando nascemos, já encontramos prontos valores, normas, costumes e pratica social. A vida em sociedade é possível, por tanto, porque as pessoas falam a mesma língua, são julgadas por determinadas leis comuns, usam a mesma moeda, alem de ter uma historia e alguns hábitos comuns, o que lhes da um sentimento de pertencer a determinado grupo.
                O fundamental é entender que o individual – O que é de cada um – e o comum – o que é compartilhado por todos – não estão separados; Algumas pessoas podem ser mais passivas, outras mais ativas, e é justamente nesse processo que construímos a sociedade em que vivemos.
                    As decisões que tomamos, em nossas relações com outras pessoas, tem ligações com decisões que já foram tomadas, Muitas vezes, o cidadão não sabe como essas leis foram feitas, tão pouco quais foram os interesses de quem os fez. Ao considerar as características individuais e sociais, bem como os aspectos históricos da formação de uma pessoa, podemos afirmar que não existem determinismos históricos ou sociais que tornam alguns indivíduos mais especiais que outros, pois a historia de uma sociedade e feita por todos que nela vivem uns de modo obstinado a procura de seus objetivos.

         Das questões individuais as questões sociais.


                     Podemos chamar de questões sociais alguns problemas que vão alem de nosso dia a dia como indivíduos, é o caso do desemprego. Existem também situações que afetam o cotidiano das pessoas e que são ocasionadas por acontecimentos que atingem a maioria dos países; por exemplo, o ataque em 11 de setembro de 2001, as torres gemias de em Nova York. Podemos perceber, assim, que acontecimento completamente independente da nossa vontade nos atinge fortemente. Essas situações alem de afetar as relações políticas, econômicas e financeiras de todos os países, também prejudicaram indivíduos em muitos lugares, ate na satisfação de suas necessidades, como o consumo de alimentos e de combustível.


        GERAÇÃO COCA COLA      (fazer a interpretação da música no caderno)       “Quando nascemos fomos programados, A receber o que vocês         Nos empurraram com os enlatados,Dos U.S.A das nove as seis         Desde pequenos nos comemos lixo, Comercial e industrial         Mas agora chegou nossa vez,        Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês         Somos os filhos da revolução         Somos burgueses sem religião         Somos o futuro da nação         Geração coca-cola....”       Renato Russo/Fe  Lemos

video




Um comentário: